20200826_102403.jpg

Beth Capponi

(Curitiba)

Produtora cultural com experiência nas diversas áreas da cultura. É organizadora e autora de três livros infantis que resgatam os tópicos do folclore infantil e auxiliam professores nas escolas públicas de Curitiba no processo de pré-alfabetização das crianças: ‘Cantigas de Roda’, ‘Para Cantar e Brincar’ e ‘Lendas, Mitos e Cantigas do Folclore Infantil Brasileiro’ perfazem um total de seis mil livros doados as bibliotecas, escolas e Faróis do Saber da capital. A partir da publicação dos livros, criou o projeto Festival Infantil Cirandar (www.festivalinfantilcirandar.com). Foi produtora para as mostras de cinema “O Universo de Myasaki, Otoni e Kom”, “Curso de Crítica de Cinema’ com Mário Abbade, “Mostra do Cinema de Pernambuco”, “El Deseo – O Apaixonate Cinema de Pedro Almodovar”. Foi Relações Públicas da Academia Internacional de Cinema na sua fundação em Curitiba (www.aicinema.com.br).  Produtora para o álbum ‘Rá’ de Raissa Fayet com direção musical de Christian Lorh - Alemanha (Produtor musical de Joss Stone/ Sting/Jimmy Cliff, Donna Summers, Mick Jagger entre outros) – 2015; Produtora para de todas as Viradas Culturais de Curitiba onde sua empresa foi responsável pela contratação de artistas como Elza Soares, Otto, Cidade Negra, Silva e Rashid - (2014).

Vantees

(Curitiba)

Fotografo e artista visual. Graduado em Comunicação Social: Publicidade e Propaganda (FAG) em 2010 com uma pesquisa e uma ação de arte urbana em uma comunidade local da cidade de Cascavel. Onde a partir deste periodo se dedida a pesquisa e documentação nessa area. Tecnico Radialista em VT (Senac Lapa Scipião -SP) 2011. Possui um projeto no qual transporta anonimos para  outros lugares atraves da documentação fotografica e a tecnica de poster arte, lambe-lambe. O foco do trabalho é o ser humano. Caminhar, observar e se fazer presente na comtemplação. Sua arte propõe a aproximação de pessoas anônimas, o estranhamento do comum e a representação no espaço-tempo da vida de outros. fazer um recorte deste corpo manifesto que está em ação nas ruas e trazê-lo para o mesmo ambiente em que ele foi capturado faz com que a presença de sua imagem gere novos vínculos com o espaço urbano, tanto estético como social.

www.vantees.com.br

YvY

(Ilha do Manx)

Yvy colaborou como ilustradora dos livros Cantigas de Roda, Para Cantar e Brincar e Lendas, Mitos e Cantigas do Folclore Infantil Brasileiro.

Produziu o  projeto Relative http://relativeproject.com/ para América Latina em edição realizada no Brasil.

Expos seus trabalhos no Festival de Arte da Ilha do Manx em 2019 onde participa novamente da Bienal com o tema Boundaries em 2021. As ilustrações de Yvy representam movimento, deslocamento, a transformação do ambiente e a percepção das mudanças internas e externas, o trabalho incorpora influências sociais e culturais dos diversos países por onde transitou. As cores vibrantes e o surrealismo permeiam suas obras. 

https://.yvyartwork.com

Douglas Reder

(São Paulo)

Multi artista visual, em constante experimentação, do manual ao digital, desbrava diversas técnicas de ilustração, bodypainting, design gráfico e de superfícies como corpos, paredes, roupas, telas e qualquer outro lugar onde possa encontrar espaço para inserir suas cores, e transformar pessoas e pensamentos por meio de tinta e imagem, unindo a arte e as pessoas consigo mesmo.

@rederguod

CONVIDADOS 2021

Santiago Rueda

(Colômbia)

PHD em Teoria, História e Crítica de- Diplomado em Estudos Avançados en Teoría, Historia e Crítica de Artes - Faculdade de Geografía e Historia - Universidade de Barcelona, España. 1997 – 1998 - Pós-graduado em Design e Media Arts, Universidade de Westminster, Londres, Inglaterra. 1990 – 1995 - Mestre em Artes Plásticas pela Universidade Nacional de Colombia, Bogotá. 

Historiador, é o principal pesquisador sobre a relação entre arte e substâncias ilícitas na Colombia com diversos livros sobre o assunto e exposições realizadas na Argentina, Bolívia , Equador, México e Colômbia.

Escreveu vários livros sobre a relação entre arte conceitual e fotografia com destaque para  'A Historia da Fotografia Colombiana na Segunda Fase do Século 20'. Colaborador de diferentes espaços independentes e projetos alternativos no continente desenvolve projetos nas áreas de arte, meio ambiente e economia.

www.santiagorueda.wordpress.com

Jacson Vieira (Curitiba)

Professor Colaborador da UNESPAR nas disciplinas de Clarineta, Música de Câmara e História da Música. Mestrando em Música pela UNESPAR - EMBAP. Possui Especialização em Educação Musical e Graduação em Música-Licenciatura pelo Claretiano Centro Universitário, Graduação em Superior de Instrumento-Clarinete pela EMBAP. Atualmente é músico clarinetista-Quinteto de Sopros de Jaraguá do Sul, músico clarinetista da Orquestra a Base de Sopro de Curitiba e professor de clarineta do Conservatório de MPB de Curitiba.

Ruy Neto

(Curitiba)

Arquiteto e Urbanista pela PUCPR (2005), Especialista em Engenharia de Segurança do Trabalho pela UFPR (2009) e possui MBA em Planejamento e Gestão Estratégica pela FIEP (2018). Apresenta sólida experiência na Gestão de Obras Patrimoniais e Laboratórios de Restauração e Conservação de Obras de Arte. Dedica-se à pesquisa em Arte Brasileira há 25 anos.

Marciel Conrado (Curitiba)

Artista gráfico nascido em Curitiba, iniciou o envolvimento com graffiti em 2004, graduou-se em Licenciatura em Desenho na Escola de Musica e Belas Artes do Paraná e integrou a equipe de design do Museu Oscar Niemeyer, desenvolvendo indentidades de exposições e programas institucionais.

Ilustrou livros e publicações literárias, expôs  no SESC da Esquina, Caixa Cultural, Museu Metropolitano de Arte, e Museu Oscar Niemeyer. Segue produzindo pinturas, desenhos, serigrafias, cerâmicas, animações e graffiti.

Fabrício Ribeiro  (Curitiba)

Mestre em música pela Universidade Federal do Paraná. E já atuou como 1o flautista da Orquestra Sinfônica do Paraná, onde se apresentou com grandes artistas como Anton Witt, Gabriela Monteiro, Antonio Meneses, Sergio Tiempo, Vadin Gluzman, Zimbo Trio, Jean Luc Ponty , entre outros. Tem se dedicado intensamente à pratica da música de câmara, executando um vasto repertório deste gênero para o seu instrumento, com uma dedicação especial a música brasileira e a música nova para flauta, esse trabalho vem se solidificando juntamente ao Ensemble Móbile, grupo onde é coordenador artístico. Premiado no concurso internacional de música de câmara Art-livre- SP (2o lugar) - 2001 e concurso nacional de música de câmara de Araçatuba (1olugar) – 2001.

Antônio Camargo  (Curitiba) 

Bacharelado em Publicidade e Propaganda pelo Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz (2010), atua no mercado audiovisual desde 2007, com produções para cinema, web e televisão.

Realização:

Incentivo: